Fazemos acontecer

Cinemania - Sempre é dia de Rock

Publicado na Revista Tutti Vida & Estilo | ª Edição | Agosto | 2014
Foto: Divulgação

Por Ronaldo Victoria

Poucos ritmos se adaptaram tão bem à tela de cinema quanto o rock. Rebeldia, pé na estrada, um tapa na caretice e uma trilha sonora sempre esperta, claro. Essa receita garante sucesso ao contar a história de roqueiros reais ou fictícios.

 
> Escola de Rock (EUA, 2003) – Jack Black é Dewey Finn,
guitarrista demitido de uma banda de rock por causa do gênio de
cão. Arruma emprego de professor substituto e saca que o rock
pode trazer grandes lições à molecada.
 
 
 
 
< The Rocky Horror P icture Show (EUA, 1975) – A geração de hoje adoraria saber que esse filme era acompanhado pela moçada de Nova York com os trajes de cena e cantando todas as músicas. Virou uma peça de sucesso.
 
 
 
 
 
 > The Doors (EUA, 1991) – O filme dirigido por Oliver Stone tem Val Kilmer na pele de Jim
Morrison. O vocalista e líder da banda The Doors viveu intensamente seus 27 anos e morreu de overdose. Virou uma lenda.
 
 
 
 
 
< Quase Famosos (EUA, 2000) – A história com toques autobiográficos fala sobre um repórter da revista Rolling Stone que tem a missão de acompanhar a turnê de uma banda, o que garante sua passagem para a vida adulta.
 
 
 
 
 
 
> Cazuza – O Tempo não Para (Brasil, 2004) – A vida cheia de som e fúria de Agenor de Miranda de Araújo Neto, que curtiu todas e morreu de aids, aos 32 anos. O roteiro é irregular, mas a trilha sonora, claro, é de primeira.

 

 

Revista Tutti Vida & Estilo Ver todas


Index Soluções
MBM Escritório de Ideias.
Rua Professor Luiz Curiacos, 109 – salas 513 e 514   Cidade Jardim   CEP 13416-461   Piracicaba SP  Fone 19 3371 5944  contato@mbmideias.com.br