Fazemos acontecer

Navegar é preciso, planejar também

Publicado na Revista Tutti Vida & Estilo | 20ª Edição | Junho | 2015
Foto: Divulgação

Por Ronaldo Victoria

 
Existe quem goste de chamar a família Schurmann, pela sua trajetória de velejar os sete mares, de aventureira. Não é bem assim. E quem comprova é David Schurrmann, que veio a Piracicaba em maio para o Encontro de Líderes. Além de navegante e cineasta, ele é quem toma conta dos negócios da família e conta que cada passo, ou melhor, cada rota marítima, tem de ser muito bem planejada.
 
Aos 19 anos, David decidiu interromper a vida no mar para se basear na Nova Zelândia, onde ficou por seis anos e se formou cineasta. Começou carreira internacional como diretor de programa de televisão daquele país. Dirigiu longas-metragens, séries para TV e filmes publicitários, conquistando prêmios no Brasil e no exterior. Suas produções já o levaram a filmar em mais de 30 países.
 
É o CEO das empresas da família Schurmann e responsável pelo planejamento e desenvolvimento das expedições. Palestrante há dez anos, David compartilha de forma dinâmica os aprendizados e as experiências vividas durante as expedições com sua família e a vivência como cineasta adquirida em sua carreira.
 
Revista Tutti - O tema de sua palestra é Uma Empresa é Como um Veleiro em Alto- -Mar. Não é apenas uma metáfora, mas uma constatação prática, certo? O que a vida em alto-mar ensina sobre administração de empresas?
David Schurmann - Existem vários paralelos entre a vida no mar e numa empresa. Começa pela tomada de decisão. Isso no barco é fundamental e pode fazer a diferença entre naufragar ou não. Isso é igual em uma empresa. Em um momento de crise, é fundamental ter as informações e rapidamente tomar uma decisão para não ‘naufragar’ também. Há o planejamento. Nenhuma grande expedição acontece sem um planejamento minucioso. Um exemplo simples que dou é que no meio do mar não dá para se comprar nem um palito de fósforo. Então, se você não planejar, vai comer comida crua por 30 dias até o próximo porto. Mas claro que planejar é bem mais complexo que isso. No Brasil, recentemente as empresas aprenderam a fazer planos a longo prazo, algo que fazemos há mais de 30 anos. Também estamos sempre inovando em nossas expedições. Na última (1997 a 2000) fomos um dos primeiros a transmitir nossa história via satélite pela internet. Na expedição atual, construímos um barco revolucionário, com tecnologia de ponta que abrange do sistema de tratamento de resíduos (esgoto e lixo) até a geração de energia. E é preciso manter a serenidade. Meu pai tem frase famosa: “Ter medo é bom e necessário, pois pode servir de freio. Cada um tem seu nível de medo, mas jamais pânico”. O pânico faz com que tomemos decisões desastrosas. No mar enfrentamos muitos desafios e temos que manter a calma para encontrar a resolução.
 
As táticas utilizadas em alto-mar em casos de calmaria ou tempestade são mesmo similares às que se usam em empresas?
Sim. É preciso ter a clara visão do rumo, de onde se quer chegar. Às vezes, numa tempestade, sabemos que vai demorar mais e teremos riscos. É nesse momento que buscamos formas de minimizar os riscos. Mesmo que o trajeto seja mais longo. Uma crise econômica é uma tempestade para a empresa. O importante é buscar saídas para que o impacto seja o menor possível, mas não a qualquer custo. Nesses momentos, valorizamos nossa tripulação. São eles que nos fazem passar por uma tempestade com sucesso.
 
Desde quando você administra a atividade empresarial da sua família? O que isso tem lhe ensinado?
Eu fiquei sócio dos meus pais em 2000 e, em 2002, me tornei CEO da empresa. Aprendi ainda mais a valorizar meu time e as pessoas com quem trabalho. Aprimorei a noção do que é ser um líder e não um chefe. Hoje sinto que nossa empresa é muito parecida com o barco, com uma equipe altamente dedicada, motivada e cobrada pela sua alta performance.
 
Desde quando você é cineasta? Já filmou em quantos países?
Comecei a filmar aos 13 anos de idade, já sabia que era minha paixão e o que eu queria fazer. Filmei em mais de 30 países até hoje.
 
Você diria que é mais cineasta ou administrador?
Ambos, algo que sei que é raro, pois não é sempre que o cérebro criativo consegue administrar e vice-versa. Mas, se olharmos para o trabalho de um diretor de cinema, boa parte de sua função é administrar equipes, lidar com limitações (orçamentos, clima, recursos), transmitir uma ideia da sua cabeça para sua equipe, manter o ritmo e motivar a equipe, ter criatividade e soluções criativas. Acredito que sou ambos, e feliz fazendo isso, pois consigo aplicar os aprendizados nas duas atividades.
 
Como foi a experiência de ter crescido dentro de um veleiro?
Única! Todos os dias eu agradeço a meus pais, Vilfredo e Heloisa, pela coragem, visão e por proporcionarem algo incrível para nós. Impossível descrever o que é viver com seus pais diariamente em alguns dos lugares mais espetaculares do planeta. Sim, havia só desafios, como em toda a família, mas é bem mais gostoso ter esses desafios na Polinésia que num apartamento em São Paulo!
 
Qual a próxima expedição da família?
Meus pais estão atualmente na Expedição Oriente, o maior projeto de aventura e expedição já empreendido no Brasil. A volta ao mundo a bordo do veleiro Kat. O objetivo é retraçar uma suposta volta ao mundo empreendida pelos chineses em 1421. A expedição termina em dezembro de 2016.
 
Há quanto tempo você é palestrante? O que mais o motiva nesses encontros?
Palestro desde 2004, e gosto muito de compartilhar o que deu certo para nós. Ou seja, alcançar o sucesso. E quem sabe isso possa auxiliar outras pessoas a descobrire as formas diferentes de pensar e encontrar seu caminho para o sucesso. Eu gosto muito de ver como uma história que construímos em família de forma singela consegue tocar e motivar muita gente a quebrar paradigmas e abrirem suas mentes para novas ideias e formas de pensar.

Revista Tutti Vida & Estilo Ver todas


Index Soluções
MBM Escritório de Ideias.
Rua Professor Luiz Curiacos, 109 – salas 513 e 514   Cidade Jardim   CEP 13416-461   Piracicaba SP  Fone 19 3371 5944  contato@mbmideias.com.br