Fazemos acontecer

Nas cavernas do Petar

Publicado na Revista Tutti Vida & Estilo | 22ª Edição | Outubro | 2015

Por Cristiane Bonin

 
Parque estadual tem mais de 300 cavernas e é um dos ícones do ecoturismo nacional
 
Cachoeiras, natureza, emoção e história brasileira. Os dias de Verão são perfeitos para arrumar as malas e ir até o Petar (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira). No parque paulista, as águas geladas e a mata Atlântica fechada reservam experiências refrescantes e aprendizado multidisciplinar. O complexo de cavernas e o contato com a comunidade tradicional são, sem dúvida, pontos altos na visitação.
 
O Petar foi criado em 1958 e tem mais de 35 mil hectares, distribuídos entre os municípios de Iporanga e Apiaí. Lá estão mais de 300 cavernas cadastradas pela Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE); espécies de animais de amplo território, como a onça-pintada; e comunidades remanescentes de quilombos, os caipiras e, principalmente, os caiçaras, que guardam
as características centenárias da colonização – descendentes de índios, portugueses e africanos. A dica para os feriados de novembro é de Fernando Koury, da Nas Nuvens Eco, agência especializada em ecoturismo, de Piracicaba. Confira o roteiro proposto pela empresa para viajar com segurança, informação e aproveitar ao máximo desta pérola do turismo nacional.
 
1º dia – PIRACICABA/IPORANGA - Saída às 18h30 em ônibus executivo com guia acompanhante e serviço de bordo. Chegada em Iporanga, aproximadamente às 2h, e pernoite em pousada.
 
2º dia – CAVERNAS NÚCLEO SANTANA - Café da manhã às 7h. Saída às 7h30 para o parque Núcleo Santana – cavernas de Santana, do Morro Preto, do Couto, cachoeira do Couto e piscina natural. Inclui lanche de trilha. Às 17h retorno à pousada com jantar.
 
3º dia – TRILHA DO RIO BETARI - Café da manhã às 7h e, em meia hora, saída para o Núcleo Santana. O atrativo do dia é a trilha do rio Betari. O trajeto, de 7,2km (ida e volta), é feito pela mata ciliar que protege o curso d’água, cruzando o rio em alguns pontos e passando pelas cavernas Água Suja e Cafezal. A trilha termina na cachoeira das Andorinhas e Beija-flor,
onde é permitido o banho. Inclui lanche de trilha. A volta à pousada acontece às 17h, hora do retorno para jantar e pernoite.
 
4º dia – IPORANGA / QUILOMBO IVAPORUNDUVA - No último dia o café da manhã é servido um pouco mais tarde, às 7h30. Antes do retorno a Piracicaba, o visitante conhecerá o
quilombo Ivaporunduva, quando acompanha uma palestra com lideranças da comunidade sobre surgimento, resistência e momento contemporâneo da comunidade, incluindo informações sobre as tradições e cultura. Depois da atividade e visitação, um almoço tradicional é servido (incluso na viagem). O retorno a Piracicaba é previsto para as 21h.
 
QUANTO CUSTA E ACOMODAÇÕES - R$ 798 por pessoa, incluindo hospedagem em apartamentos para 4 a 6 pessoas com banho privativo. Pagamento em até três parcelas (cheque pré-datado ou cartão de crédito). 
PACOTE - Transporte em ônibus executivo, guia acompanhante e serviço de bordo; três noites de hospedagem na pousada da Diva com café da manhã; dois jantares + dois lanches de trilha mais um almoço (quilombo). Monitor local, ingressos ao parque, capacete com lanterna e pilhas, seguro viagem e passeios descritos no roteiro. Bebidas, despesas extras e atividades fora do roteiro não estão inclusas no pacote. Mais informações: Nas Nuvens Turismo, avenida Independência, 1700, Piracicaba (SP). Fone: (19) 2532- 2333. www.nasnuvensturismo.com.br
 

Revista Tutti Vida & Estilo Ver todas


Index Soluções
MBM Escritório de Ideias.
Rua Professor Luiz Curiacos, 109 – salas 513 e 514   Cidade Jardim   CEP 13416-461   Piracicaba SP  Fone 19 3371 5944  contato@mbmideias.com.br