Fazemos acontecer

Negócios para pessoas felizes

Publicado na Revista Tutti Vida & Estilo | 29ª Edição | Agosto | 2017

Por Bruno Chamochumbi

 
A cada dia temos a certeza de que o mundo está em completa ebulição, em processo de forte mudança. Um dos maiores desafios está na comunicação. Se pensarmos que, há cinco anos, o WhatsApp era usado por pouquíssimas pessoas, perceberemos que o aplicativo é apenas uma das grandes mudanças que ocorreram. Afinal, cinco anos acabaram se tornando um tempo gigantesco, já que em meses tudo pode mudar bruscamente. Um delito moral ou ético vem à tona em segundos, invadindo os grupos de WhatsApp e as redes sociais. À proporção em que encontramos casos abusivos, que merecem punição, também nos deparamos com reflexões éticas feitas por pessoas sérias e ponderadas. Isso é positivo porque, se não exagerar e virar patrulha, ajuda a disciplinar e a monitorar o comportamento de pessoas e empresas.
 
Em tempos de graves crises financeiras, políticas e institucionais, a ‘dança das cadeiras’ em todos os setores é inevitável. Grandes e poderosos empresários também podem cair. E temos que acreditar que os pequenos empresários podem se desenvolver com ferramentas lícitas e trabalho sério. Um processo se revela durante a crise: uma espécie de seleção natural, na qual só permanecem no mercado ou em determinados setores aqueles que amam seus negócios.
 
É neste ponto que quero chegar: a satisfação de fazermos o que gostamos, independente do dinheiro que aquilo gera. E, por incrível que pareça, mais cedo ou mais tarde o dinheiro vem. Pode ser que ele não venha à jato, mas para quem gosta do que faz, pode até vir à cavalo. Afinal, quando ele vier, ainda estaremos lá, no mesmo lugar, fazendo o que nascemos para fazer. E quem não gosta do que faz está sempre mudando de projeto, de função, porque está somente atrás da grana.
 
Nestes tempos em que ‘ser esperto’ é inversamente proporcional a ‘fazer o que gosta’, a sociedade começa a encontrar pessoas que se dispõem a assumir um novo tipo de liderança para uma vida mais sustentável, exercida com autoconhecimento. Não acredito na sustentabilidade pregada em folhetos de grupos A, B ou C. Acredito que somos tudo junto e misturado quando o assunto é uma vida mais feliz. E empreendedores felizes devem ser mais valorizados.
 
Eis que, ao percebermos cada vez mais líderes e negócios jovens engajados com algo maior que o próprio ato comercial, de compra e venda, conseguimos encontrar uma luz no fim do túnel. Está certo que o sentimento de transitoriedade ainda é maior, temos uma expectativa de que o melhor está por vir. Mas, enxergar esperança é um motor para os novos modelos de negócios tomarem fôlego e começar a se desenvolver.
 
Divido com você um pouco do que encontro nos negócios que atendo em minhas consultorias, algo comum a todos eles e que acredito ser o grande motor da maioria dos empreendedores de bem. Sim, de bem, porque ser do bem começa a valer cada vez mais. Escolhi palavras-chave que identificam práticas interessantes e fundamentais para os bons negócios. Elas começam com a letra C. Nada mais atual e necessário.
 
CURADORIA - Diante de tantas opções, o trabalho de curadoria é fundamental para criar uma linha que relaciona ideias, produtos e serviços. O curador escolhe um mix coerente e eficiente, gerando uma identidade.
 
COMPARTILHAMENTO - Estenda sua mão, seu coração e seu conhecimento ao próximo. Não tenha medo de compartilhar suas ideias e realizações. As ferramentas estão aí para isso. Ensine e aprenda.
 
CONTEÚDO - Conte histórias, aprofunde seu discurso e envolva as pessoas. O storytelling é um dos vetores.
 
CRIATIVIDADE - Fuja do lugar comum. Vai abrir uma cafeteria? Como ela pode ser a melhor? De que formas ela pode encantar o cliente? Invente, implante novidades, crie.
 
CONECTIVIDADE - Estar conectado às redes e canais on-line é inevitável. Estruture sua presença de forma que o público possa identificá-lo com uma linguagem sem forçação de barra.
 
COOPERAÇÃO - Ninguém faz nada sozinho. As pessoas podem se unir a favor de uma realização, de um mesmo objetivo, cada um com a sua força. E todos ganham.
 
Bruno Chamchumbi é publicitário diretor do MBM Escritório de Ideias e diretor da Revista Tutti
bruno@mbmideias.com.br
@brunochamochumbi

Revista Tutti Vida & Estilo Ver todas


Index Soluções
MBM Escritório de Ideias.
Rua Professor Luiz Curiacos, 109 – salas 513 e 514   Cidade Jardim   CEP 13416-461   Piracicaba SP  Fone 19 3371 5944  contato@mbmideias.com.br